Design Gráfico Dicas

8 ferramentas essenciais para um designer

8 ferramentas essenciais para designer

Com o avanço tecnológico ganhando corpo na área de comunicação, a arte deixou de ser trabalhada apenas em sua forma artesanal, – pelas mãos, principalmente – para ser aperfeiçoada por ferramentas digitais, muitas gratuitas, que facilitam e complementam o talento do “criativo”.

Além dos programas obrigatórios para qualquer designer, como Photoshop, Modo (3D), Ilustrator, InDesign e Shutterstock, existem uma infinidade de ferramentas para enriquecer e valorizar o resultado final dos projetos.

Aqui vale uma ressalva sobre o papel dos softwares. Embora eles facilitem a execução do trabalho, é sempre bom “sujar” as mãos e sair um pouco do computador – já que as tintas, os pincéis e as técnicas manuais são tão importantes quanto o domínio das ferramentas virtuais.

Para contribuir com o processo criativo de designer autônomos ou não, selecionei algumas ferramentas que com certeza farão toda a diferença na execução dos projetos.

  1. O Pinterest (https://br.pinterest.com/) é uma fonte infinita de pesquisa. É um verdadeiro catálogo de ideias criativas que servem como fonte de inspiração para qualquer trabalho.
  2. Kuler https://kuler.adobe.com: ferramenta de cores desenvolvida pela Adobe. Trata-se de um portal para consultar combinações de cores ou temas, que são criados por uma comunidade on-line de designers. São milhares de sugestões de paletas de cor, que podem ser alteradas e baixadas
  3. O Deviant Art (http://www.deviantart.com/). É uma rede social em que artistas iniciantes e consagrados exporem seus trabalhos e os compartilha por meio de das imagens digitalizadas. A comunidade incorpora fotografia digital, fotomanipulação,arte clássica e desenhos, tradicionais e contemporânea.
  4. Behance (https://www.behance.net/). Hoje todo designer precisa, obrigatoriamente, ter um portfólio online. E essa ferramenta permite exatamente isso.
  5. MyFonts é um programa simples e prático que permite ver novas fontes e rastrear as existentes no PC do profissional. Ele não só permite visualizar as fontes, como também as organiza melhor.
  6. Como fonte de inspiração, indico o site FFFFOUND! (http://ffffound.com/ ), que disponibiliza uma coleção de imagens bizarras da internet, tipo bookmarking. Ao acessá-las, vem a referência de onde foram retiradas, o que dá a oportunidade de pesquisar outros sites, blogs etc.
  7. O InspirationGrid (http://theinspirationgrid.com/) é um blog sensacional pela variedade e referências que traz para o profissional.
  8. O Plugin para Adobe da ShutterStock (http://www.shutterstock.com/pt/lp/adobe-photoshop-plugin-shutterstock): ele otimiza muito o processo de busca, principalmente pela possibilidade do profissional se organizar melhor dentro de um projeto. Já fiz fusões usando várias imagens diferentes do Shutterstock. Ter todas as imagens reunidas, não ter que sair do ambiente do programa economiza muito tempo.

Mais uma vez destaco que, embora a tecnologia tenha um papel fundamental na vida de qualquer designer, a “personalidade profissional” (ou estilo) e sua reputação no mercado são construídas ao aliar as ferramentas virtuais com criatividade, sendo o primeiro passo a definição do conceito do projeto. Somente a partir desse momento é que devem ser escolhidos os programas mais adequados.

Autor: Eduardo Borges, proprietário do Lauré Studio.

Comente pelo Facebook